Quando de uma reunião no salão vermelho da Prefeitura de Campinas, em que profissionais da Petrobrás e do Sebrae discursavam sobre o empreendedorismo, cheguei um pouco molhada pela exaustiva chuva que despejava na cidade as nuances de mudanças drásticas. Foi uma noite memorável pelas informações sumamente importantes para empresários de todos os ramos e de todos os tamanhos.

Ali, em uma das primeiras fileiras do salão nobre encontrava-se um casal: ela, altiva, faladora, de uma inteligência brilhante e generosa na medida em que dava a cada um, atenção específica e amorosa. Ele, leve, terno, observador e muito bem humorado. Após o evento, decidiram algumas pessoas, a irem até um bar aconchegante para conversarmos mais um pouco. Nesse recinto, foi, aos poucos, se descortinando uma linda história de amor entre eles e deles pela humanidade. Fiquei observando como criaram, desenvolveram e continuam desenvolvendo o projeto de vida deles. É uma linda história escrita com busca de preparação constante e de aproveitar cada oportunidade com inovação, criatividade e muito afinco. Desse processo fazem parte as inúmeras viagens a diversos países no trabalho de consultoria, com atividades na ONU, no UNICEF, a autoria de mais de 100 livros referentes à literatura infantil, ilustrações, desenho gráfico, publicidade, filatelia, por meio de atividades educativas centradas em responsabilidade social e ambiental.

Dois meses mais tarde, tive a alegria de reencontrar o cidadão do mundo, Gian Calvi, o marido enamorado de dona Lucila Martinez, durante um workshop em que eu ministrava para os facilitadores do projeto Cidades da Solda, de Cosmópolis. Sua humildade em participar de todos os momentos e se envolver em cada convite de vivência me encantou. Sua simplicidade específica de quem se reconhece aprendiz me demonstra o quanto tenho que aprender com ele. E a sua proposta de que busquemos, sempre mais a aprender a ler o mundo e interagir nele deixando-o melhor para nós e para todas as pessoas é que fortalece a minha proposta e a minha certeza de que estou no lugar certo, com as pessoas certas e fazendo o que realmente amo. E agora sei que há pessoas com quem eu possa dar as mãos e, por meio da vivência e da troca dos sentimentos, dos conhecimentos, das dores, dos saberes, possamos levar a nossa contribuição para que o mundo fique melhor, que as pessoas tenham vida decente, que possam sonhar e realizar, que possam ter a certeza de que têm dentro de si uma riqueza imensa, uma força capaz de fazer o que quiser, que acreditem em si e que possam conseguir verdadeiras realizações.

Muito agradecida, Gian, pelo aprendizado que tenho tido com a sua presença, enorme exemplo de vida criativa com 50 anos de carreira, como escritor, educador, designer gráfico e ilustrador. Obrigada pelo sorriso de menino, pela determinada e meticulosa visão do mundo, das pessoas e das necessidades humanas; pela esperança, pela fé de que tudo possa melhorar, pela criatividade em buscar respostas, pela coragem de poder ser você mesmo, pela transparência e pela generosidade em compartilhar conosco de seu aprendizado.

Magda Vilas-Boas